This Page

has been moved to new address

Energia Positiva - Fazer o Que Gosta Faz a Diferença

Sorry for inconvenience...

Redirection provided by Blogger to WordPress Migration Service
Giba Net: Energia Positiva - Fazer o Que Gosta Faz a Diferença

sábado, 6 de novembro de 2010

Energia Positiva - Fazer o Que Gosta Faz a Diferença

Trabalhar com o que gosta é fundamental para fazer cada vez melhor aquilo que se propõe a fazer. Isso é básico. A máxima é: gostar do que faz e fazer o que gosta = sucesso.

Hoje realizei mais uma apresentação para profissionais, empreendedores e empresários da Bahia (VI congresso Estadual do Empreendedor - FACEB). Como é bom terminar o dia com a energia positiva e contagiante das pessoas vindo cumprimentar, conversar e comentar sobre o que ouviram e participaram.

Essa troca de energia agradável que acontece quando tocamos o sentimento das pessoas. É fruto do resultado de quando gostamos do que fazemos. Há reconhecimento.

Há uma frase de Martin Luther King que resume exatamente este pensamento: "Se você for um varredor de rua, seja o melhor varredor do mundo. Varra as ruas como se fosse Beethoven compondo, Leonardo da
Vinci pintando ou Sheakspeare escrevendo. E as pessoas dirão: por aqui passou o melhor varredor de ruas do mundo."

Há quem diga que é difícil trabalhar com o que gosta. Porém, discordo. É preciso ter coragem para mudar e arriscar. É mais fácil escolher o caminho simples e cômodo. Difícil é tudo que não foi tentado.

O que dá prazer a você? Você faz o que gosta? Sempre há tempo de mudar. É preciso ir em busca daquilo que dá prazer. Melhor quando associamos prazer e resultados. Não há resultado sem esforço, dedicação, preparação, treinamento e paixão. Faça a diferença você também... escolha ser o melhor em tudo o que você faz!

Fico muito triste quando vejo as pessoas fazendo concursos ou se candidatando para trabalhos que elas detestam, mas pagam razoavelmente. Elas preferem passar a vida lamentando pelo trabalho que têm, só porque terão alguma "segurança financeira". O que elas não compreendem é que, se fizessem o que realmente amam, teriam muito, muito mais chances de não apenas ter segurança financeira de verdade,
como também poderiam ganhar muito melhor e ter uma vida mais satisfatória. Tem muita gente que se vende barato demais!

Sim, empreender é arriscado. Mas, acredito que passar a vida fazendo o que não gosta é muito mais arriscado. Acredite, fazer o que gosta é a opção menos arriscada e a que tem as maiores chances de gerar retornos significativos em todos os sentidos: dinheiro, felicidade, realização e tantos outros.

(*) Este texto foi enviado por nossa amiga Rosangela Barreto (Rose), a quem agradeço a amizade e o carinho de sempre.

Marcadores: , ,

1 Comentários:

Às 6 de novembro de 2010 18:48 , Blogger BLOG RÁDIO disse...

Me permita amigo Giba compartilhar contigo e todos os demais que virão prestigiar sua postagem,
lendo seu post me lembrei de uma reflexão em audio que toca aqui na minha WEB RÁDIO,


FURO NO BARCO

Um homem foi chamado à praia para pintar um barco.

Trouxe com ele tinta e pincéis, e começou a pintar o barco de um vermelho brilhante, como fora contratado para fazer.
Enquanto pintava, verificou que a tinta estava passando pelo fundo do barco.
Percebeu que havia um vazamento, e decidiu consertá-lo.
Quanto terminou a pintura, recebeu o dinheiro e se foi.
No dia seguinte, o proprietário do barco procurou o pintor e o presentou com um belo cheque.

O pintor ficou surpreso.
- O senhor já me pagou pela pintura do barco!
- Meu caro amigo, você não compreendeu.

Deixe-me contar-lhe o que aconteceu.

Quando pedi que pintasse o barco, esqueci de falar do vazamento.
- Assim que o barco secou, meus filhos o pegaram e saíram para uma pescaria. Eu não estava em casa naquele momento.

Quando voltei e notei que haviam saído com o barco, fiquei desesperado, pois lembrei-me que o barco tinha um furo.

Imagine meu alívio e alegria quando os vi retornando sãos e salvos.
Então, examinei o barco e constatei que você o havia consertado!
Percebe, agora, o que fez? Salvou a vida de meus filhos.
Não tenho dinheiro suficiente para pagar-lhe pela sua “pequena” boa ação...

Medite sobre isso!

Não se limite a fazer apenas o que esperam de você!
Não importa para quem, quando e de que maneira.

DÊ O MELHOR DE SI

abçs do amigo Marivan

 

Postar um comentário

Seu comentário é muito bem vindo

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial