This Page

has been moved to new address

Pra quem acha que ninguém é insubstituível...

Sorry for inconvenience...

Redirection provided by Blogger to WordPress Migration Service
Giba Net: Pra quem acha que ninguém é insubstituível...

quarta-feira, 2 de junho de 2010

Pra quem acha que ninguém é insubstituível...

Na sala de reunião de uma multinacional o diretor nervoso fala com sua equipe de gestores.

Agita as mãos, mostra gráficos e, olhando nos olhos de cada um ameaça: "ninguém é insubstituível" .

A frase parece ecoar nas paredes da sala de reunião em meio ao silêncio.

Os gestores se entreolham, alguns abaixam a cabeça.

Ninguém ousa falar nada.

De repente um braço se levanta e o diretor se prepara para triturar o atrevido:

- Alguma pergunta?

- Tenho sim.

-E Beethoven ?

- Como? - o encara o diretor confuso.

- O senhor disse que ninguém é insubstituível e quem substituiu Beethoven?

Silêncio...

O funcionário fala então:

- Ouvi essa estória esses dias contada por um profissional que conheço e achei muito pertinente falar sobre isso.

Afinal as empresas falam em descobrir talentos, reter talentos, mas, no fundo continuam achando que os profissionais são peças dentro da organização e que, quando sai um, é só encontrar outro para por no lugar.

Quem substituiu Beethoven? Tom Jobim? Ayrton Senna? Ghandi? Frank Sinatra? Garrincha? Santos Dumont? Monteiro Lobato? Elvis Presley? Os Beatles? Jorge Amado? Pelé? Paul Newman? Tiger Woods? Albert Einstein? Picasso? Zico? etc...

Todos esses talentos marcaram a história fazendo o que gostam e o que sabem fazer bem, ou seja, fizeram seu talento brilhar. E, portanto, são sim insubstituíveis.

Cada ser humano tem sua contribuição a dar e seu talento direcionado para alguma coisa.

Está na hora dos líderes das organizações reverem seus conceitos e começarem a pensar em como desenvolver o talento da sua equipe focando no brilho de seus pontos fortes e não utilizando energia em reparar seus 'erros/ deficiências' .

Ninguém lembra e nem quer saber se Beethoven era surdo , se Picasso era instável , Caymmi preguiçoso , Kennedy egocêntrico, Elvis paranóico ...

O que queremos é sentir o prazer produzido pelas sinfonias, obras de arte, discursos memoráveis e melodias inesquecíveis, resultado de seus talentos.

Cabe aos líderes de sua organização mudar o olhar sobre a equipe e voltar seus esforços em descobrir os pontos fortes de cada membro. Fazer brilhar o talento de cada um em prol do sucesso de seu projeto.

Se seu gerente/coordenador , ainda está focado em 'melhorar as fraquezas' de sua equipe corre o risco de ser aquele tipo de líder/ técnico, que barraria Garrincha por ter as pernas tortas, Albert Einstein por ter notas baixas na escola, Beethoven por ser surdo. E na gestão dele o mundo teria
perdido todos esses talentos.

Seguindo este raciocínio, caso pudessem mudar o curso natural, os rios seriam retos não haveria montanha, nem lagoas nem cavernas, nem homens nem mulheres, nem sexo, nem chefes nem subordinados . . . apenas peças.

Nunca me esqueço de quando o Zacarias dos Trapalhões 'foi pra outras moradas'. Ao iniciar o programa seguinte, o Dedé entrou em cena e falou mais ou menos assim: "Estamos todos muito tristes com a 'partida' de nosso irmão Zacarias... e hoje, para substituí-lo, chamamos:... . Ninguém ... pois nosso Zaca é insubstituível"

Portanto nunca esqueça: Você é um talento único... com toda certeza ninguém te substituirá!

"Sou um só, mas ainda assim sou um. Não posso fazer tudo..., mas posso fazer alguma coisa. Por não poder fazer tudo, não me recusarei a fazer o pouco que posso."

"No mundo sempre existirão pessoas que vão te amar pelo que você é..., e outras..., que vão te odiar pelo mesmo motivo..., acostume-se a isso..., com muita paz de espírito. ..". É bom para refletir e se valorizar!

Para o mundo dos "negócios" realmente somos somente peças de um tabuleiro, o importante é o quanto sobe a ação na bolsa e o ROCE que é gerado, etc... No entanto, para o "mistério da vida" nós somos uma "individualidade" inigualável, pertencemos a um todo porém somos "pedaços" distintos. Somo seres humanos criados pela "Grande Natureza", e dentro da vida que ganhamos para vivermos da forma mais construtiva possível, "somos".

Esse final é realmente uma grande verdade:

"No mundo sempre existirão pessoas que vão te amar pelo que você é..., e outras..., que vão te odiar pelo mesmo motivo..., acostume-se a isso..., com muita paz de espírito. .." aqui só faltou: "e ame-as da mesma forma!!!"

Tenham um excelente dia!!!

Andre G. Sandins

Marcadores:

6 Comentários:

Às 2 de junho de 2010 23:24 , Blogger amigoacarlos disse...

Muito bom, meus parabens por este texto que e verdade pura.

 
Às 2 de junho de 2010 23:29 , Blogger Giba disse...

Amigoacarlos,
Quem merece os parabéns é o André Sandins, um grande amigo, que me enviou este texto por e-mail.
Obrigado por sua visita.
Um grande abraço
Giba

 
Às 2 de junho de 2010 23:51 , Blogger IL disse...

Assino embaixo. Muitos gestores apontam seus dedos para listar limitações e defeitos deste ou daquele. Porém, em minha modesta opinião, falta primeiramente capacidade nos mesmos de estimuar e extrair daqueles que estão a sua volta o que estes têm de melhor para dar ou contribuir. "Mandar embora e colocar outro no lugar é fácil. Quero ver é conseguir reverter o quadro desfavorável", disse, certa vez, um gestor com que trabalhei e que não tinha a postura apresentada no texto.
Por isso ele tinha toda a minha admiração, pois ele conseguia de fato, junto com a equipe (esta sempre por ele motivada), virar o jogo, quando este se mostrava complicado.

Forte abraço, campeão.

 
Às 3 de junho de 2010 01:15 , Blogger JORNALISMO ANTENADO disse...

"Sou um só, mas ainda assim sou um. Não posso fazer tudo..., mas posso fazer alguma coisa. Por não poder fazer tudo, não me recusarei a fazer o pouco que posso."
Este trecho que destaquei para mim é o ponto chave do texto querido amigo Gilberto. Somos únicos, mesmo quando temos habilidades comuns a outras pessoas emprestamos a nossas ações traços que nos diferenciam. Infelizmente muitos dos patrões(na realidade a maioria deles) não enxerga que um funcionário não é peça de mobiliário que pode ser trocado sem que haja diferença no hambiente de trabalho.
Parabéns pela escolha do texto.
Beijos no coração
Márcia Canêdo

 
Às 3 de junho de 2010 05:48 , Blogger Di Amorim disse...

Há pouco tempo passei por isso em meu trabalho,sei bem como é. Mas acredito nas minhas qualidades, posso até ser substituivel,mas não por completo.

 
Às 3 de junho de 2010 13:36 , Anonymous Rose disse...

Giba, belo testo de Andre G. Sandins, trabalho em R.H há mais de 20 anos, aff ! rs, e vivi essa experiência, achei que na empresa que trabalhei seria substituida rapidamente quando sai dela, e agora retornei a pedido da diretoria que não conseguiu por quase 1 ano e meio ter uma pessoa com a mesma competência. Sorte minha, até porque adoro a empresa, estou feliz.
Este texto aqui mostra bem que todo mundo "É único" e deixo p/ refletirem este aqui embaixo :

“Um dia,quando você se achar muito importante!

Um dia, quando seu ego estiver no apogeu!

Um dia, quando você tiver plena certeza de que " não há ninguém melhor que você ".

Um dia, quando você achar que sua partida deixará um vazio impreenchível, siga estas instruções bem simples.

Pegue um balde e encha-o de água até a boca.

Coloque a mão dentro, até o fundo.

Tire a mão e o buraco que ali permanecer terá o tamanho da falta que você fará neste mundo.

Talvez, você transmita alegria quando chega.

Talvez agite a água em profusão.

Mas, pare, e em pouco tempo verá que tudo ficou como então.

A intenção deste estranho exemplo é você fazer sempre o melhor possível, e sentir orgulho de si mesmo. Mas lembre-se: Não existe nenhum homem insubstituível."

Abraço.

 

Postar um comentário

Seu comentário é muito bem vindo

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial