This Page

has been moved to new address

E o “Caso Francenildo”, Como Fica ?

Sorry for inconvenience...

Redirection provided by Blogger to WordPress Migration Service
Giba Net: E o “Caso Francenildo”, Como Fica ?

sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

E o “Caso Francenildo”, Como Fica ?

*Lino Tavares

   Talvez não exista no mundo um país mais incongruente do que o Brasil, no trato com seus cidadãos. Noticiou-se  na TV, com alarde, que alunos de universidades brasileiras compram trabalhos de aula prontos, como monografias e outros, em locais que se dedicam a esse tipo de fraude.

    Sem dúvida isso é algo inconcebível e tem que ser combatido, haja vista que desqualifica ainda mais a frágil formação acadêmica deste país, onde se prima pela quantidade e não pela qualidade, construindo novas universidades, sem investir um só centavo nas já existentes, hoje carentes de toda sorte de recursos humanos e materiais. 

    Mas para coibir coisas assim, o exemplo tem que partir de cima, ou seja, das próprias autoridades que nos governam. Parece, contudo, esse não ser o caso da anunciada nomeação do ex-ministro Antônio Palocci, para a chefia da Casa Civil do novo governo que vem aí. 

    É público e notório que  esse cidadão ganhou as manchetes de todo o país como mandante de uma fraude escandalosa, representada pela quebra do sigilo bancário do humilde caseiro Francenildo Santos Costa, em função do que teve que deixar o cargo de ministro da Economia , em mais um dos episódios que escandalizaram  os oitos anos do Governo Lula. 

    Como isso é verdade – e ninguém pode negar – torna-se cristalino com uma gota de orvalho caída numa manhã de sol que a futura presidente Dilma Rousseff  revela, com essa nomeação, nada ter contra certas práticas avessas aos postulados da lei e aos primados da boa ética. Além disso, faz  recrudescer a idéia de que possivelmente tivesse conhecimento,  quando ministra chefe da Casa Civil, sobre "dossiê sujo" contra o ex-presidente Fernando Henrique e a ex-primeira dama Ruth Cardoso, arquitetado por sua principal auxiliar Erenice Guerra,  que a substitui no cargo e logo caiu, pela pratica continuada de corrupção.

* Lino Tavares é jornalista, diplomado em Comunicação Social, com especialização em Jornalismo Impresso, Radifônico, Cinematográfico e Televisionado, além de habilitação polivalente em Relações Públicas e Publicidade/Propaganda. Possui, também, curso de especialização em Comuicação Social realizado no Centro de Estudos de Pessoal do Exército (Rio de Janeiro-RJ) e curso de Treinador de Futebol, patrocinado pelo SESI (Porto Alegre).Integra a equipe de colunistas do Site Terceiro Tempo, da Rede Bandeirantes de Televisão, e atua como articulista e colunista de jornais. Como compositor, possui músicas gravadas, sendo autor da Canção oficial do 10º Batalhão Logístico (Alegrete-RS) e do Hino do EFIPAN - Encontro de Futebol Infantil Pan-Ameridano, realizado anulamente em Alegrete-RS.

Marcadores:

0 Comentários:

Postar um comentário

Seu comentário é muito bem vindo

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial