This Page

has been moved to new address

PRA NÃO DIZER QUE NÃO FALEI DE FLORES

Sorry for inconvenience...

Redirection provided by Blogger to WordPress Migration Service
Giba Net: PRA NÃO DIZER QUE NÃO FALEI DE FLORES

quinta-feira, 21 de julho de 2011

PRA NÃO DIZER QUE NÃO FALEI DE FLORES

(*) Por: Lino Tavares

 Misto de incompetência e revanchismo

Jamais na história brasileira, incluindo as eras monárquica e republicana, as nossas Forças Aramadas foram tão desconsideradas como tem acontecido a partir do momento em que perderam o 'status' de ministério, passando à condição de simples comandos militares, subordinados a uma pasta inoperante, apelidada de "Ministério da Defesa", confiada a cidadãos civis que se sucederam no cargo, sem revelarem um mínimo de vocação e competência, para atender à demanda dessas Instituições Militares, no tocante às suas necessidades essenciais voltadas aos fins a que se destinam.

Como se não bastasse o sucateamento bélico a que se acham submetidos, colocando em risco a defesa e a soberania da Pátria , Marinha, Exército e Aeronáutica convivem hoje com um processo de depreciação, orquestrado à guisa de revanchismo por parte de antigos militantes da extrema esquerda, que hoje, encastelados no poder e ungidos pelo populismo eleitoreiro, querem se vingar das Forças Armadas brasileiras, pela "ousadia" de, em passado recente, terem impedido que consumassem suas ações de 'entreguismo' pátrio à "Ditadura do Proletariado" do tempo da Guerra Fria.

Um dia Geraldo Vandré escreveu no verso de sua canção "Pra não dizer que não falei das flores": Há soldados armados, amados ou não, quase todos perdidos, de armas na mão. Hoje a colocação do compositor se aplica, com extrema propriedade, não aos soldados, mas os chefes civis sem farda que tentam comandar, do alto de seus cargos em comissão – que dispensam prova de competência e nível mínimo de formação intelectual - Instituições armadas dependentes de profundos conhecimentos técnicos, para serem consideradas aptas ao fiel cumprimento de sua incomum missão constitucional

Poderiam ser citados vários equívocos decorrentes da "ingerência" do poder civil em assuntos que deveriam ser tratados à luz de conhecimentos essencialmente militares, como a demarcação equivocada da Reserva Indígena Raposa Serra do Sol, denunciada na época pelo então comandante militar da Amazônia, general Augusto Heleno. Outro é aquela propaganda sobre o Serviço Militar, veiculada diariamente na TV, em que um militar explica a um grupo de jovens alistados que observem em seus certificados de alistamento a data de apresentação para a seleção.

Isso, aos olhos de alguém que prestou o serviço militar e até mesmo de um simples conscrito recém alistado, apresenta-se como um disparate , revelando total desconhecimento de causa sobre o assunto. O Brasil inteiro sabe – menos quem deveria saber – que o alistamento militar é um ato isolado, feito em diferentes datas dentro do prazo previsto em lei, o que inviabiliza a formação de um pequeno contingente como aquele que aparece na referida propaganda, "sob o comando" de uma austero "personagem fardado", que tenta lhes explicar - suscitando um sonoro e ridículo "Sim Senhor !" - algo que eles já sabiam, posto que isso é feito pelo agente público da Junta de Serveço Militar, no ato do alistamento. 
(*) Lino Tavares é jornalista diplomado, colunista na mídia gaúcha e catarinense, integrante da equipe de comentaristas do Portal Terceiro Tempo da Rede Bandeirantes de Televisão, além de poeta e compositor.

Marcadores:

7 Comentários:

Às 22 de julho de 2011 16:24 , Anonymous Anônimo disse...

os tempos mudaram meu caro

 
Às 27 de julho de 2011 18:28 , Blogger JANDAÍRA-BAHIA, MEU PARAÍSO! disse...

Boa Noite! Belo texto, eivado de amor à Pátria, às causas dignas de um Brasil que não temos mais! Perdido nas brumas dos escândalos, sucessivos escândalos, desce nosso País a ladeira. Onde estão os valore éticos, onde estão os valores morais? Onde se encontra o nosso sentimento nativista? Eu igual a muitos estamos desenvolvendo a síndrome da saúva "ou o BR acaba com o pt ou o pt acaba com o BR!" Sem melindres, a realidade mostra, prova. Afinal o que, além da corrupção endêmica, funciona nesse País? Precisamos nos mobilizar! Ir às ruas! Externar o nosso descontentamento com um governo de mentiras e engodos! Parabéns pelo artigo! Como filha de Militar, que vivencia uma vida digna obtida pelo seguimento de regras, não me contive em expressar minha opinião!
Obrigada!

 
Às 27 de julho de 2011 19:46 , Blogger Lino Tavares disse...

Cara leitora Jandaíra.
Seja você quem for e faça você o que fizer, uma certeza você consegue passar nesse seu belo e procedente texto: O fato de ser uma pessoa íntegra e esclarecida, que ama ao Brasil e que, como todos nós, cidadãos de bem, está indignada com o "caos moral e administrativo" em que se vê mergulhado o nosso páis, desde que esses crápulas tomaram de assalto o poder, usando o mais sórdido populismo politico e eleitoreiro. Tenho 35 anos de jornalismo, 10 dos quais exerci durante o "Governo dos Miliares", sem jamais sofrer qualquer restrição acerca daquilo que noticiava e comentava. Hoje, ouço falar de pensões e indenizações milionárias a muitos que se dizem perseguidos políticos, naquele período de Governo, que na verdade nada mais eram do que agentes do crime e do terror, em prol do expansionismo da Cortina de Ferro, comandada pelos ditames da implacável Ditadura do Proletariado, com sede em Moscou. Você, como filha de militar e ceretamente bem orientada, sabe perfeitamente que essa é a verdade dos fatos, hoje sufocada pelas mentiras, intrigas e espírito revanchista dos que, não satisfeitos com a conquista do poder pelo poder, querem se vignar das forças legais fardas,que não lhes permitiram entretar o Brasil ao domínio do mal.
Obrigado por seu comentário e parabéns por sua lucidez e espírito patriótico.
jornalista Lino Tavares

 
Às 27 de julho de 2011 21:53 , Anonymous Anônimo disse...

Pra não dizer que não falei de rATOS. http://www.youtube.com/user/MrJPMadeira
JP Madeira

 
Às 28 de julho de 2011 09:19 , Anonymous Matzembacher disse...

Caro Lino...recebi teu artigo e não há o que complementar!!Acertaste no alvo!!!
Infelizmente esta quadrilha que se apossou do governo federal e a tudo e a todos-que se predispõe a isto-corrompe deve ser expurgada,mas tendo a mídia chapa branca defendendo-a será muito dificil.
Afinal, nosso povo mais necessitado só pensa em bolsas esmolas e outras benesses paternalistas!
Tem dias que me questiono...porque a mídia que ainda resiste aos polpudos números da publicidade federal não coloca em suas páginas as malfeitorias praticadas pelo principal líder do bando....o ``noço es-líder`` Dom Lulla,51 0 boçal???????

Grande abraço

 
Às 31 de julho de 2011 19:35 , Anonymous Anônimo disse...

QUANTO MAIS FRÁGEIS ESTIVEREM AS FORÇAS ARMADAS, MAIS FÁCIL SERÁ PARA PROMOVER A DESORDEM E A CORRUPÇÃO QUE ASSOLA ESSE PAÍS.
POVO IGNORANTE, FAMINTO E SEM CULTURA, TORNA-SE UMA MASSA DE MANOBRA FAVORÁVEL AOS MAU INTENCIONADOS.
ATÉ QUANDO IRÁ ESSE DESPRESO COM A FORÇAS ARMADAS EU NÃO SEI, MAS UM DIA A SOCIEDADE ABRIRÁ OS OLHOS, ESPERO QUE NÃO SEJA TARDE DEMAIS.

 
Às 2 de agosto de 2011 13:20 , Blogger Palazzo disse...

olha isso aqui
http://revistaepoca.globo.com/Revista/Epoca/0,,EMI253389-15223,00.html
abç

 

Postar um comentário

Seu comentário é muito bem vindo

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial