This Page

has been moved to new address

Cão guia para cegos, o que é e como conseguir.

Sorry for inconvenience...

Redirection provided by Blogger to WordPress Migration Service
Giba Net: Cão guia para cegos, o que é e como conseguir.

domingo, 31 de maio de 2009

Cão guia para cegos, o que é e como conseguir.


No Brasil tem aproximadamente 16 milhões de portadores de deficiência visual e oficialmente apenas 50 deles possuem um cão guia lhe auxiliando nas suas atividades diárias. O grande problema é a falta de informação, pois a maioria das pessoas acha que é complicado ou caro ter um animal destes.

Um cão guia, para quem não sabe, é treinado para conduzir uma pessoa do ponto A ao ponto B em uma linha reta; para parar em todas as mudanças de elevação (meio fio, escadas); e conduzir seu dono em torno dos obstáculos, incluindo obstáculos aéreos tais como os galhos das árvores e telefones públicos. O usuário deve saber os sentidos para alcançar seus destinos desejados, a fim de dar ao cão comandos verbais para chegar lá.

O trabalho de um guia requer habilidade e comunicação. Os cães devem evitar distrações, tais como ruídos, cheiros interessantes ou incomuns, animais e pessoas, a fim de se concentrar no trabalho de guiar. O usuário aprende a reconhecer e seguir o movimento do cão quando virar a fim de evitar obstáculos. O usuário também sabe como prosseguir com cuidado quando o cão retarda ou para. Treinar um cão-guia leva aproximadamente de três a cinco meses. Antes do começo do treinamento formal de cada cão, seu nível de sensibilidade é avaliado. Esta informação pode ajudar a determinar como prosseguir no programa de treinamento com cada cão em particular.

As quatro principais raças para o treinamento de cão-guia são: o Labrador, o Gold Retriever, o Pastor Alemão, e o cruzamento entre Pastor Alemão e um Gold Retriever ou um Labrador. Em cada uma destas quatro raças são encontradas exigências básicas para um cão-guia: um temperamento disposto e estável, tamanho e peso saudável, e pêlos que são fáceis de se tratar.

O IRIS (Instituto de Responsabilidade e Inclusão Social), entidade sem fins lucrativos, fundada em 2002 em São Paulo (SP), tem a missão de desenvolver atividades que acelerem o processo de inclusão social das pessoas portadoras de deficiência visual.

Elegeram como prioridade institucional a difusão do cão-guia como grande facilitador desse processo.

O Instituto IRIS é o único no Brasil com um instrutor reconhecido pela International Guide Dog Federation (Inglaterra), especialmente qualificado para esse fim na Royal New Zealand Foundation for the Blind - Guide Dog Services (Nova Zelândia) entre 1996 e 1999.

Para obter um cão guia para cegos, você precisa apenas fazer uma inscrição clicando aqui.
A primeira etapa do treinamento de um cão-guia começa com a sua socialização, e este trabalho é feito por voluntários que cuidam do cão até que este complete cerca de um ano, fase em que começará o seu treinamento formal. Cadastre-se aqui se você deseja ajudar a criar um cão-guia.

A recompensa recebida na criação de um filhote, através de sua dedicação, esforço e amor, é a mobilidade segura e independente de uma pessoa cega, que possa apreciar um cão-guia ao seu lado.

Faça parte deste projeto.

Marcadores:

7 Comentários:

Às 12 de junho de 2009 12:08 , Blogger Helena disse...

Muito bom o seu artigo !

Em Portugal os cães guias também não tém o devido valor e no fim á uma pena, pois o seu trabalho e companheirismo são unicos e totalmente diferente de ter-se apenas a velha bengala.

 
Às 15 de novembro de 2010 17:25 , Blogger cleonilda disse...

como e o que peciso para ter um cao guia?

 
Às 15 de novembro de 2010 18:10 , Blogger Giba disse...

Olá Cleonilda,
Todas as informações e todo o processo de aquisição de cão guia você encontra no site da IRIS, no endereço: http://www.iris.org.br/
Entre em contato e boa sorte.
Um grande abraço
Giba

 
Às 15 de novembro de 2010 18:24 , Blogger Jorge Purgly disse...

Muito bom artigo.
Parabéns!
Grande abraço,
Jorge Purgly

 
Às 16 de novembro de 2010 08:15 , Blogger Victinho disse...

Giba eu não tinha conhecimento de tais informações e acredito que uma grande maioria também não, por ser de utilidade pública acredito que o próprio governo tivesse a obrigação de divulgar tais informações à população.
Excelente post,
abraços,
Vitor

 
Às 16 de novembro de 2010 12:52 , Blogger PENTECOSTAL WEB RÁDIO disse...

É de emociar, a gente ver como esses bichinhos são utéis para os deficientes visuais,
sua materia e maravilhosa, vou indicar pois pra mim está no padrão de utilidade pública,
abçs MARIVAN

 
Às 16 de novembro de 2010 18:02 , Blogger Silvio disse...

Dizem ser o tanto caro aqui no Brasil..

Excelente post, mostra a importância que devemos ter com ele (animais) que vivem em constante vida com nós "humanos".

Abraço.

 

Postar um comentário

Seu comentário é muito bem vindo

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial